Com bandeiras do comunismo, militantes gritaram ‘ocupar e resistir’, ‘ele não’ e ‘eles são de direita’

Militantes de extrema esquerda invadiram o Instituto de Ensino Luterano de Santa Catarina, na noite da terça-feira 18. Imagens divulgadas nas redes mostram os manifestantes nos locais, em virtude da demissão de uma professora do colégio que criticou Bolsonaro.

A igreja, contudo, informou que os manifestantes não chegaram a entrar no templo porque a direção fechou as portas antes.

Com bandeiras do comunismo, o ajuntamento gritou as palavras de ordem “ocupar e resistir”. Em outro momento, o grupo bradou que “os estudantes não aceitam opressão” e “ele não”, para referir-se ao presidente Jair Bolsonaro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!